segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

"Almocreves no programa da TVI - "Não há bela sem João"

PORTUGUÊS: Foi assim no dia 28 do mês corrente, que os "Almocreves" se apresentaram no programa da TVI - Não há bela sem João - no sentido de presentiar o concorrente alentejano Luis, que se encontra na "Casa dos Segredos", com a tão conhecida moda alentejana, eternizada pelos nossos companheiros "Regionais de Portel", "Eu ouvi o Passarinho". INGLÊS: It was like this in the 28th of this month, in which the “Almocreves” presented themselves in the TVI show- “Não há Bela sem João”- as a gift to the contestant from Alentejo, Luís, who is in the reality show “Casa dos Segredos” with the well known moda (traditional song) immortalized by our fellow singers “Regionais de Portel”, “Eu ouvi o passarinho” (I heard the little bird).

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

"Almoço de natal na Amieira"

PORTUGUÊS: No dia 7 de dezembro os "Almocreves" fizeram o seus almoço de natal na sede do grupo, na aldeia de Amieira, de forma a reunir todos os elementos do grupo e suas famílias, com o fim de unir e reconhecer o esforço de todos, após a passagem de mais um ano, em que cada um, dentro das suas possibilidades, deu a sua colaboração por esta causa, que passa por preservar as tradições do concelho, nomeadamente do cante Alentejano. Após o Almoço e a entrega de prendas aos elementos do grupo, foram passados dois filmes: "Há festa na Amieira" e "Cantes da terra chã". INGLÊS: On December 7th the “Almocreves” made their Christmas lunch in the group’s headquarters in the village of Amieira in order to reunite all of the group’s members and their families, to unite and acknowledge everyone’s effort after the passage of another year in which each one, within their possibilities, has given their collaboration for this cause, which is to preserve the traditions of the land, namely Cante Alentejano. After lunch and the offer of presents to the members of the group, two films were shown: “Há festa na Amieira” and “Cantes da terra chã”.

"Almocreves na feira do Montado a 28 de novembro e a 6 de dezembro na Herdade do Esporão"

PORTUGUÊS: O 28 de novembro coincidiu com a abertura de mais uma feira do Montado e com ela a presença dos "Almocreves", que como é da praxe, fizeram a abertura da mesma ao som do "Sobreiro Velhinho". Após a abertura, atuação em palco, onde durante cerca de meia hora as vozes dos "Almocreves" se fizeram ouvir para gosto dos presentes. Passados oito dias, e a 6 de dezembro, a Herdade do Esporão convidou o grupo para mais uma atuação, a fim de animar um jantar de grupo naquele espaço bem representativo dos vinhos do Alentejo. INGLÊS: On November 28th was the opening of another Montado fair and with it the presence of the “Almocreves”, who, as usual, have done the opening to the sound of the song “Sobreiro Velhinho”. After the opening was the performance, where during about half an hour the voices of the “Almocreves” were heard to the delight of the audience. Eight days later, on December 6th, the Herdade do Esporão invited the group to another performance to enliven a group dinner on that space that represents so well the wines of Alentejo.

"Almocreves na Feira de Badajoz"

Dia 24 de Novembro, a convite da Câmara Municipal de Portel, os "Almocreves" apresentaram-se na Feira de Badajoz em representação do concelho, onde as tradições do cante estão bastante enraizadas na cultura dos povos da região.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

"Convite da J.F. de São Manços, levou os Almocreves a magusto em final de tarde"

O dia 16 de Novembro levou os "Almocreves", a convite da junta de freguesia, a São Manços. Final de tarde, em espaço aberto, onde o frio se fazia sentir, contrapondo com o calor humano da gentes da terra, que não arredaram pé e entre provas de vinhos, castanhas e outros comestíveis, ali se foram mantendo a ouvir o cante dos "Almocreves".

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

"Hotel Convento do Espinheiro recebe Almocreves a 22 de outubro"

A noite de 22 de outubro e no hotel Convento do Espinheiro, voltou-se a ouvir o cante dos "Almocreves". Numa sala repleta de gente que por ali jantava, o grupo entuou ao longo do mesmo, seis modas. Assim iniciou a atuação com "Évora Minha" e concluiu com "Lirio Roxo". Pelo meio, mais quatro cantigas: "Além do Rancho Grande", "Quando Eu Era Ganhão", "Sr.ª do Carmo" e "Eu Ouvi Um Passarinho".

"11, 12 e 13 de Outubro, mais um fim de semana cheio"

Os "Almocreves" voltaram a ter tarefa árdua ao longo deste fim de semana. Assim e logo sexta-feira á noite o grupo apresentou-se em jantar no Hotel Convento da Vila para mais uma atuação. O dia 12 trouxe-nos como destino a Herdade do Sobroso, também este um espaço já bem conhecido do grupo. O fim de semana "artistico" terminou na noite de domingo, e desta vez em Évora, no restaurante "Moínho". Para quem não saiba, esta ocupação de representar os valores do cante alentejano de forma voluntária, não é tarefa fácil, tornando-se muitas vezes cansativa. Costuma dizer-se que quem corre por gosto não cança, mas não é bem assim. Deixar uma palavra de apreço a todos os Almocreves, que de forma abenegada, deixando muitas vezes, a suas vidas particulares e familiares para segundo plano, se entregam a defender a imagem de um grupo que já tem pergaminhos na história do cante, nestes momentos em que a calendarização se torna bastante intensa. Bem hajam!!

"4 de Outubro nas Festas de Alqueva, a 5 no restaurante Galhetas"

No dia 4 de Outubro os "Almocreves" foram convidados a fazer parte do programa das festas de Alqueva. Após repasto, o grupo compareceu em palco, onde atuou ao longo de cerca de meia hora. Já no dia 5 o espaço Galhetas recebeu cerca de 400 pessoas legadas ao ramo automóvel, que ali almoçaram e tiveram oportunidade de ouvir o cante de forma informal e junto aqueles que por perto iam passando.

"22, 24 e 28 de setembro mais três atuações, todas elas em Évora"

Assim no dia 22 de setembro, os "Almocreves" apresentaram-se no restaurante "Moínho", do nosso amigo Ludgero para mais um apontamento musical ao longo de um almoço que decorreu debaixo do alpendre exterior daquele espaço, que para nós é tão familiar. Dia 24 e a convite da Liga dos Combatentes da Grande Guerra, os "Almocreves" apareceram na Rua dos Penedos, onde esta instituição inaugurou a sua sede, para se envolverem na festa com os presentes e cantarem algumas cantigas dos seu vasto repretório. o Dia 28 levou o grupo ao restaurante Cartuxa, espaço pertença da Fundação Eugénio de Almeida, para mais umas modas ao jeito dos "Almocreves".

"21 de setembro os "Almocreves" no casamento da fadista Carminho"

O dia 21 setembro marcou a presença dos "Almocreves" no casamento da fadista Carminho, que foi surpreendida pela sua presença a meio das escadarias que dão para o salão nobre das Voz do Operário em Lisboa. Foi bonita a receção á noiva e noivo e seus convidados, com a sonoridade do cante alentejano a atentuar pelas pelas escadarias daquele espaço, onde humildemente se iam pedindo uma e outra moda, até comparecem perto de nós para breves momentos de convivio, antes da entrada para o salão onde se desenrularia a boda.

"24 de agosto, 2 de setembro, 6, 7 e 13 de setembro continuam os compromissos"

3A 24 de agosto os "Almocreves" voltaram ao Hotel Convento do Espinheiro, num periodo do ano em que não é fácil reunir cuorum, mas que de uma ou outra forma lá se consegue credibilizar a imagem do grupo, que assim compareceram para mais uma atuação naquela unidade hoteleira. No dia 2 de setembro os "Almocreves" voltaram a atuar, desta vez no Auditório de Portel, na apresentação do documentário "Cantes da Terra Chã", cujas filmagens decorreram na nas terras do concelho de Portel, em particular, na aldeia de Amieira. 6 e 7 de setembro mais duas atuações, desta vez em Reguengos de Monsaraz, na CARMIN. Obs: o dia 13 de setembro fazia prever mais uma atuação, desta vez, nas festas da aldeia da Amieira, mas acabou por ser suspensa, devido ao trágico falecimento de um elemento do grupo: O companheiro Corujo, que inesperadamente resolveu por fim á vida, fazendo com que o grupo se enluta-se e suspenda-se a sua atuação.

"20 de julho e 2 de agosto com calendário cheio. 10 de agosto no Festival Internacional de Folclore de Portel"

Pois é, o 20 de Julho foi um dia preenchido para os "Almocreves" com duas atuações. A primeira; e durante o periodo da tarde; na Dramática Eborense para a ARPIE e á noite no já habitual Hotel do Espinheiro. Já no dia 2 de agosto, os "Almocreves" voltaram a ter a agenda preenchida, participando em mais uma transmissão televisiva, desta feita, para o programa "Verão Total" a passar pela região de Portel. Também neste mesmo dia e durante a noite, mais uma atuação na Herdade do Esporão. No dia 10 de agosto os "Almocreves" e como é hábito, voltaram mais uma vez ao Festival Internacional de Folclore de Portel para mais uma atuação em palco, naquele belissímo espaço ao ar livre na vila de Portel.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

"8.º Aniversário da Casa dos Almocreves"

Dia 13 de julho a Casa dos Almocreves completou 8 anos de vida. Como é hábito toda a aldeia de Amieira foi convidada a participar no evento, que não foi mais que uma festa de comemoração, cujo ator principal foi o grupo. Após o habitual desfile pelas ruas de Amieira, teve inicio o almoço que pelo meio foi tendo momentos musicais. O cante dos "Almocreves" esteve presente, assim como o fado interpretado por Pedro Calado, também ele almocreve e o grupo de instrumentos de sopro "Cavalinho". Este evento teve a particularidade de se ter montado em sede de grupo, uma cremese com os mais variados produtos.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

"Dia 7 de Julho filmagens para a RTP"

Dia 7 de julho e no âmbito de gravações para a RTP relacionadas com as vivências e história do cante, desenrolou-se na aldeia de Amieira um conjunto de trabalhos, filmagens e gravações sobre o tema, onde alguns elementos de forma particular e o grupo de forma coletiva participaram. A Sociedade Recreativa Amieirense, da nossa querida tia Antónia, foi palco de alguns desses momentos.

"Almocreves no Iroma"

No âmbito da feira de São João, o grupo foi convidado a atuar após uma prova hipica naquele espaço e mais uma vez compareceu para no final da entrega de prémios dar uma mostra daquilo que vem fazendo pelo cante na nossa região.

"Os Almocreves na abertura da Feira de São João no Monte Alentejano"

Os Almocreves foram convidados pela Associação comercial de Évora a participar na abertura da Feira de São João no Monte Alentejano, de forma a presentiarem os que se deslocaram aquele espaço com as suas cantigas dando desta forma ambiente musical aos jantares que ali foram servidos ao som da cultura tradicional da nossa região.

"17, 19 e 26 de Junho de volta ao Café Alentejo"

É assim, volta não volta e lá vão os Almocreves apresentarem-se no Café Alentejo e nos dias 17, 19 e 26 de Junho não fugiu á regra, após copo e petisco na Parrerinha do nosso amigo Luis, terminaram a noite os Almocreves a concluir com as suas modas mais uns jantares de grupo naquele espaço da restauração da cidade de Évora.

"16 de Junho os "Almocreves" estiveram na Sertã"

Dia 16 de Junho, e a convite da organização de festas da Sertã, os "Almocreves" deslocaram-se á Sertã para desta forma se juntar aquele simpático povo, que de braços abertos receberam e humildemente ouviram a cultura do cante alentejano, pela interpretação dos Almocreves. Gratos pelo convite ficaram certamente os Almocreves e a forma como foram recebidos, reforçou esse estado de alma e até uma próxima oportunidade.

"15 de Junho Convento do Espinheiro"

15 de junho houve arraial de S. João no Convento do Espinheiro e os "Almocreves", fazendo já parte da "mobilia" da casa não deixaram de estar presentes em mais um evento nos cláutros daquele belo espaço de forma a darem corpo musical e ambiente festivo a todos aqueles presentes que desfrutaram das cantigas e das iguarias postas ao serviço, num ambiente de informalidade, quase familiar, onde toda a gente esteve descontraida e divertida num belo final de tarde primaveril.

"Dia 7, 14 e 27 de Junho no Café Alentejo"

Como é hábito nesta andanças dos grupo, a relação com o Café Alentejo é muito próxima e mais uma vez nos dias 7,14 e 27 de Junho, voltaram os Almocreves a atuar naquele espaço, de forma a finalizar um jantar de grupo e mostar a quem esteve presente um pouquinho daquilo que é o cante alentejano, neste caso com o cunho muito particular da forma de o interpretar pelo grupo sitiado á beira do Lago do Alqueva.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

"A Relação dos Almocreves e o Hotel do Espinheiro em Évora"

Dia 19 de Maio os "Almocreves" estiveram no Hotel do Espinheiro em Èvora para mais uma atuação.

domingo, 12 de maio de 2013

"10 de Maio, mais uma vez no Café Alentejo"

Os "Almocreves" estiveram mais uma vez no Café Alentejo a animar um final de jantar; para mais uns alunos da Universidade Católica; com as suas modas. A presença do cante mais uma vez entuou neste espaço peculiar bem no centro da Praça do Giraldo.

quarta-feira, 8 de maio de 2013

"...4 de Maio em Vera Cruz"

Os Almocreves por convite da Câmara de Portel estiveram presentes em Vera Cruz onde participaram e contribuiram na animação musical de uma carreada que ali decorreu...isto depois do belo do almoço!

"Almocreves nas comemorações do 1.º de Maio em Alqueva"

O dia 1.º de Maio, mais conhecido pelo dia do trabalhador, em Alqueva, teve a presença dos "Almocreves" que ao longo da tarde animaram o almoço representativo de um dia, tal como o 25 de abril, nunca deverá ser esquecido.

"Almocreves no 25 de abril em Portel e dia 26 no Café Alentejo em Évora"

Mais um ano e mais uma presença dos Almocreves no 25 de abril em Portel que decorreu como habitual, naquele belissímo espaço que é a Cerca de S. Paulo. Nos tempos que hoje decorrem e mais que nunca á que fazer lembrar e celebrar o dia 25 de abril e tudo o que ele representa para o povo português e certamente para nós Almocreves é e será sempre uma honra participar neste dia especial e fazer aquilo que melhor sabemos: Cantar á alentejana! Dia 26, desta vez no Café Alentejo, para um grupo de alunos na Universidade Católica, voltaram os Almocreves a mostrar as tradições e os costumes de uma região, ao som das cantigas de Martinho Marques entre outras, para uma plateia que atentamente se mostrou interessada em ouvir e aprender poemas e sonoridades do nosso alentejo.

"Assembleia Geral da Associação Cultural e Recreativa dos Almocreves"

No fim de semana de 13 e 14 de abril decorreu a assembleia geral da Associação Cultural e Recreativa dos Almocreves, mais precisamente no dia 13 de abril. Após a conclusão da ordem de trabalhos, o inevitável almoço de confraternização entre todos aqueles que nela participaram. Dia 14 e para aqueles que quiseram e poderam aparecer, foi dia de adiafa.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

"Almocreves na igreja de Santo Antão"

Dia 6 de abril "Os Almocreves" estiveram presentes na cidade museu, na igreja de Santo Antão. Após rececionarem os noivos com as suas cantigas, seguiram para o copo de água, que se realizou em Arraiolos, para ai concluirem a sua atuação.

terça-feira, 2 de abril de 2013

"Almocreves no Hotel do Espinheiro"

O fim de semana de páscoa levou mais uma vez "Os Almocreves" no dia 29 de março a uma casa que tão bem conhecem: O Hotel do Espinheiro em Évora.

domingo, 24 de março de 2013

"Os Almocreves no 7.º Congresso das Açordas"

O 7.º Congresso das Açordas em Portel, contou mais uma vez com a presença dos "Almocreves", que pela hora de almoço do dia 23 de Março(sábado), compareceram em palco para mais uma atuação que se prolongou ao longo de nove temas, animando aqueles que por ali passaram para prova das tradicionais açordas, prato gastronómico tão carateristico da bela vila de Portel. Com um elenço de mais de vinte homens, o cante dos "Almocreves" abriu em palco com "Évora Minha", seguindo-se "Quando eu era Ganhão", "Quando o Pastor Adormece", "Linda Mondadeira", "Rancho Grande", "Terra Mãe", "O Triste do Mocho", "Amieira, Amieira" e por fim "Pregão do Almocreve".

"Almocreves na Igreja dos Loios"

Dia 20 de Março, ali perto do Templo Diana, mais precisamente, na lindissíma Igreja dos Loios, "Os Almocreves" atuaram para uma plateia de brasileiros, que atentamente se entregaram a ouvir o som do cante alentejano, num espaço de singular acústica. Terá sido certamente um privilégio para nós cantadores, assim como, para a plateia tirar partido daquele espaço para cantar e ouvir, o alentejo como só "Os Almocreves" o sabem fazer, numa performance que se iniciou com "Évora Minha" e que terminou com "O Pregão do Almocreve", tendo pelo meio, "Olha a Linda Mondadeira", "Sr.ª do Carmo".

terça-feira, 19 de março de 2013

"Os Almocreves no programa Portugal no Coração"

Dia 18 de março, dia do concelho de Portel no programa da RTP1 "Portugal no Coração". Os costumes e as tradicões da região. A gastronomia, o artesanato, o montado, o Alqueva e as suas potencialidades, a musica ligeira e o cante, assim como as entrevistas a algumas personalidades representativas de instituições locais, deram voz e mostra daquilo que se pode encontrar neste concelho alentejano. Na gastronomia, os doces tradicionais, os queijos e enchidos, as ervas aromáticas,o pão, as cilarcas e a bela sopa de peixe macho que ao longo da sua cosedura, ia deixando com água na boca a todos os que cheiravam o aroma a ervas aromáticas de uma das muitas açordas que se conhecem no concelho(que o diga o apresentador Malato). O artesanato esteve também presente. A arte de tornear a madeira, na construção de espetaculares replicas de igrejas,carroças, alfaias agricolas etc, a cortiça, e os conhecidos coxos, tarros e os moínhos de vento, ao empalhamento de cadeiras e bancos, pela mão de três artesãos da região, que desta forma vão mantendo artes que tedem, senão preservadas, a desaparecer. Deixei para último a musica e o cante, porque é aqui que entram "Os Almocreves", que em alternância com o artista Jorge Roque, a tuna da Universidade Sénior e a fadista natural de Portel, Margarida Bessa, ofereceram a toda a lusofonia momentos de qualidade e entretenimento musical representativos das nossas raízes(desculpem dizer nossas, mas até eu que sou eborense, já me sinto um pouco, para não dizer muito idêntificado e parte deste concelho). "Os Almocreves" levaram ao palco da RTP1 e ao programa "Portugal no Coração", duas modas que serão, talvez, as mais representativas do seu 2.º trabalho discográfico. Assim saiu á cena Terra Mãe, numa primeira atuação e por último o Pregão do Almocreve, entuadas ao som de perto de vinte vozes masculinas, em representação do cante, de Portel e do concelho em geral e de forma particular á aldeia ribeirinha da Amieira. Deixar aqui uma palavra de apreço e de gratidão ao presidente do municipio de Portel e a todos os seus colaboradores, pela organização, e acima de tudo, pela dedicação ás causas do concelho, defendendo e divulgando os costumes da região nas suas várias vertentes, lembrando a todos aqueles que queiram aprender, que a nossa cultura é nossa maior riqueza. O Presidente O artesão e o artesanato... A Tuna da Universidade Sénior ...E "Os Almocreves"

domingo, 17 de março de 2013

DIA 15 DE MARÇO, "OS ALMOCREVES" TIVERAM MAIS UMA ATUAÇÃO, DESTA FEITA, NA HERDADE DA RAVASQUEIRA. AMANHÃ, DIA 18 DO MÊS CORRENTE, PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA DA RTP 1 "PORTUGAL NO CORAÇÃO".

terça-feira, 5 de março de 2013

"Almocreves na Bolsa de Turismo de Lisboa"

Após dois meses de alguma falta de atividade, os "Almocreves" voltaram ao ativo, desta vez na BTL 2013 - Bolsa de Turismo de Lisboa - fazendo-se representar com um courum de 17 elementos. Mais uma vez, e como sempre o orgulho de representar a região na arte de bem cantar as tradições da terra e das gentes, desta vez patrocinadas não só pelo municipio de Portel, mas também pela unidade hoteleira Horta da Moura. Ao longo do mês de março, e para além de um ou outro evento de cariz informal, os "Almocreves" estarão presentes na 7.ª edição do Congresso das Açordas, organizado, como se sabe, pela CMP. Esperamos assim pela adesão da população ao evento, para assim degustarem os vários pratos tradicionais ao som do cante dos "Almocreves". Bem Hajam